sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Star Wars - O Despertar da Força por Neto Cardoso

Star Wars – Episodio VII: O Despertar da Força

O filme que os fãs de Star Wars mereciam desde O Retorno de Jedi
-Por Neto Cardoso

ESSE TEXTO CONTÉM ALGUNS SPOILERS!

A primeira vez que assisti Star Wars eu tinha mais ou menos uns 7 ou 8 anos, numa maratona na Band em que se passava um filme da saga a cada domingo. Logico que só virei fã mesmo quando cresci e comecei a entender um pouco mais sobre cinema. Mas naquela época em que tive o primeiro contato com essa maravilhosa saga eu já sabia que ela iria me marcar para sempre. Antes de assistir a esse novo episodio da saga eu fiz outra maratona com os 6 episódios e era perceptível que a trilogia clássica é infinitamente melhor que a nova, o que fazia com que me preocupasse se a o novo filme seria tão espetacular quanto os filmes antigos. E a resposta é sim. Ele é FODASTICO!!!

Foi emocionante ver a frase clássica que antecede o titulo e ver este aparecendo na tela do cinema. É uma sensação que esperava para ter há muito tempo, pois nunca tive a chance de ver nenhum filme da franquia no cinema. Depois disso o filme já começa com força total em uma cena em que o piloto Poe Dameron recebe de um idoso um arquivo com um mapa que contem a localização de Luke Skywalker, o jedi perdido. Logo depois os soldados da Primeira Ordem aparecem e Poe é obrigado a colocar as informações em sua unidade BB-8 para que ela não caia nas mãos de Kylo Ren, um novo adepto do lado negro da força que quer a localização de Luke a todo custo. Ren captura Poe e o leva para tortura-lo em busca dessa informação. Logo depois BB-8 é encontrando por Rey, uma catadora de lixo de Jakku que tem um grande destino pela frente. Dentro da nave, um stormtrooper chamado Finn que percebe que aquela não é sua vocação decide ajudar Poe a escapar da nave.

Pra começar gostaria de dizer que o filme é muito baseado em Uma Nova Esperança no quesito narrativo. Fechadinho e cheio de semelhanças com o episódio IV. Pra começar pela figura do Han Solo (Harrison Ford realmente é um dos melhores atores que já vi na vida. Parece que ele não esquece mesmo como reencarnar seus personagens mais marcantes e é uma das melhores coisas do filme.) Que muito se assemelha a Obi-wan Kenobi e sua relação com Luke, no caso aqui a interação entre ele e Rey é fantástica, com cenas de um completando a frase do outro em alguns momentos. Com certeza existe alguma ligação entre os dois, pois são muito parecidos nas suas habilidades de mecânicos. Finn e Poe também roubam a cena como alívios cômicos do filme, principalmente Poe que quando encontra com a figura sinistra de Kylo Ren solta de cara uma piada para o vilão, deixando claro como é sua personalidade. Muito bom!

Agora o que é realmente notável nesse filme são os ester eggs e rimas narrativas que esse faz com a trilogia original. Por exemplo: Na cena em que Han encontra com Ren (que é filho dele com Leia) em uma ponte dentre da base da Primeira Ordem, é difícil não comparar com a clássica cena em que Darth Vader Revela para Luke que é seu pai. Aqui é a mesma coisa. Pai e filho. O pai tentando trazer o filho para o “seu lado” da força em cenários que se assemelham muito. E o desfecho dessa cena se não é tão polemica como a revelação de Vader, não perde no quesito dramaticidade, pois irá fazer muito fã (principalmente eu) cair em lagrimas.

As cenas de ação também estão um show a parte. Uma mais legal que a outra. Principalmente as de sabre de luz. Muito bem coreografadas, estas vem com uma carga de tensão que nos fazem temer pela vida dos protagonistas a cada investida do FUNCKING sabre de luz de Kylo Ren, coisa que foi um dos principais erros da trilogia nova, lutas muito genéricas e sem emoção. 

Falando na trilogia nova, quando tava pra lá da metade do filme e fascinado com tudo que estava vendo, me veio a cabeça que comparando com esse filme, a trilogia nova realmente é tão ruim quanto os críticos especializados dizem. Serio! Você percebe o quanto George Lucas cagou e cuspiu pra saga e que com certeza só queria ganhar mais dinheiro e não ligou a mínima pra historia. Toda a historia fascinante e potencial desse filmes foram jogados no lixo e esse episodio VII mostra o que muitos queriam ter visto nos filmes de 1999-2005, uma historia cativante aliada ao melhor dos efeitos visuais de nossa época.


Enfim, termino esse texto dizendo que toda a expectativa que criei em cima desse filme desde que ele foi anunciado quando a Disney comprou a Lucasfilm valeu a pena e que esse filme recuperou toda a magia e potencial da trilogia clássica. Com ótimos personagens, ótimo roteiro e cenas de ação espetaculares, esse é um dos melhores filmes de 2015 e com certeza é o melhor filme de Star Wars desde o Imperio Contra-Ataca. Agora é torcer para que os produtores continuem essa nova fase da franquia tão bem como esse filme a começou. Que a força esteja com vocês.


Nota: 10/10


Nenhum comentário:

Postar um comentário