postagens recentes TOPO

26 de jun de 2015

5ª Temp. de Game of Thrones por Walber | Coluna de 3ª Pessoa

Sobre essa quinta temporada: claramente escrita para chocar!

Não é segredo para ninguém que a série da HBO Game of Thrones, baseada na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R.R. Martin, é conhecida por suas cenas de violência e mortes inesperadas. O que ninguém esperava é que os roteiristas David Benioff e D.B.Weiss, carinhosamente chamados de D&D, resolveriam fazer uma fanfic dos livros ao invés de seguir o padrão das três primeiras – e impecáveis – temporadas.

Em retrospectiva temos que as três primeiras temporadas da série foram ótimas adaptações. Game of Thrones sempre foi uma série bem sucedida, mas reconheçamos que alcançou o ápice quando chocou o mundo em seu inesquecível episódio 3x09, The Rains of Castamere, mais conhecido como Casamento Vermelho (se você viu, sabe muito bem do que estou falando... Se não viu, não procure no Google!). Veio a tão aclamada quarta temporada! Em relação aos livros, ela adaptaria a segunda metade do terceiro – e melhor – livro. Fez o seu papel, embora não com o êxito esperado pelos leitores. Faltaram detalhes importantes? Sim! Mas a temporada foi ruim? Não! Definitivamente, não!

Mas o objetivo desta coluna é comentar sobre a quinta temporada. Como deixei claro lá em cima, D&D resolveram chocar... Pelo visto, prevendo que muito em breve a série alcançaria a história dos livros, eles resolveram adaptar logo boa parte da história do quarto e do quinto livro. Só que o resultado foi uma fanfic mal bolada. Transformaram a moçinha bem construída em a assassina vingativa, a menina forte e sonhadora em a garota estuprada pelo marido psicopata, o personagem com a melhor evolução dos livros num cachorrinho com o rabo entre as pernas, e o segundo melhor cavaleiro dos Sete Reinos no gay promíscuo.

Eu não vou ser hipócrita. A cada fim de episódio eu entrava nas minhas redes sociais para publicar minha reação e falava que a série estava muito boa e tals... Mas a coisa não é bem assim. Vendo o histórico, essa foi a temporada mais fraca, se desconsiderarmos os três últimos episódios.

O problema de D&D não foi alterar o curso da história de vários personagens com arcos próprios nos livros, mas foi a desconstrução de tudo o que Martin havia escrito. O bom velhinho criou todo um enredo para cada arco, evoluindo os personagens a seu ritmo e criando cenas grandiosas para cada um deles. Na série, tivemos muito pouco disso.

Antes de qualquer coisa, quero parabenizar os atores Iwan Rheon (Ramsay), Alfie Allen (Theon) e Lena Headey (Cersei). Mesmo que D&D não tenham aproveitado bem seus personagens, eles merecem prêmios por nos render algumas das melhores atuações da história da série.

[A partir daqui tudo é SPOILER para quem ainda não assistiu]


O episódio seis Unbowed, Unbent, Unbroken merece três comentários. O primeiro: a cena da luta das Serpentes de Areia com Jaime Lannister teve a coreografia mais mal feita dos últimos tempos. Chegou a ser cômico de tão ruim. Sobre o casamento da Sansa com o Ramsay: Foi uma das coisas mais bonitas de se ver... O cenário belíssimo, o figurino gótico, a atuação de Sophie Turner (Sansa) e dos já citados Iwan e Alfie. A cena merece levar Melhor Fotografia no Emmy. Mas aí vem o terceiro comentário: A noite de núpcias. O que foi aquilo? Quiseram chocar! Nem as mortes de dois personagens importantes anteriormente retratadas (leia-se Mance Ryder e Barristan Selmy) chegaram aos pés dessa cena. Sansa sendo estuprada foi forçar a barra. Não que eu seja um puritano. Game of Thrones já teve cenas piores... O x da questão é que a personagem de Sophie merecia mais que isso!

Pulando o sétimo, vamos logo para o grandioso Hardhome, o oitavo e melhor episódio da temporada, e o mais bem avaliado da história da série no IMDb. Hardhome teve a melhor cena de batalha desde The Watchers On The Wall (4x09), superando o espetacular Blackwater (2x09). O episódio surpreendeu de todas as formas possíveis. E isso sim é o que eu chamo de adaptação! D&D pegaram um detalhe só citado nos livros e transformaram aquilo numa cena épica, sem pena de economizar efeitos. Eu poderia levar vários parágrafos elogiando o episódio, mas já me estendi demais!

O tão esperado nono episódio, The Dance of Dragons, teve a melhor cena da Daenerys desde o famoso “Dracarys!” no episódio 3x04, And Now His Watch is Ended. A cena foi muita boa (poderia ter sido melhor), e deixou bem claro a soberania Targaryen no quesito os-roteiristas-gostam-de-mim. Nonos episódios sempre são os mais esperados da temporada e sempre são acompanhados de pelo menos uma cena muito chocante. Este ano tivemos a morte da menina Shireen. E aqui vamos falar do que D&D fizeram com Stannis Baratheon. Deixando claro, eu não gosto dele nos livros. Mas é fato que o Rei na Muralha é um homem extremamente honrado e que faria de tudo para proteger a sua amada filha. Em um dos diálogos dele com Shireen, onde ele falou da doença da menina e de todos os seus esforços para salvá-la, mostraram esse seu lado. Só que – alguns episódios depois – olha lá Stannis fazendo cara de paisagem enquanto a menina é queimada viva na fogueira da Melisandre (nos livros, uma religiosa fanática; na série, a bruxa má). Qual a necessidade disso? Chocar!

E chegamos à incrível season finale, Mother’s Mercy. O episódio foi cheio! Cheio de arcos, cheio de mortes, cheio de “acho que morreu, mas não tenho certeza”. Teve enforcamento (uma das surpresas mais bem vindas do episódio), uma batalha não retratada, envenenamento, esfaqueamento brutal... e mais esfaqueamento. Arya Stark fechou seu arco com chave de ouro. A atriz Maise Williams simplesmente fez a cena ser digna de aplausos. A caminhada da vergonha de Cersei foi um dos momentos mais esperados pelos leitores dos livros e a cena foi brilhante. Não decepcionou. E no momento que o Montanha apareceu fazendo cosplay de Frankstein eu fiquei: Caraca!! Daí, a cena do Jon Snow... O que raios vai acontecer com ele?!? Preciso de uma postagem só para falar desse assunto (viu Vit?).

Essa é a hora de puxar os cabelos e começar a pirar... Leitores e não leitores estão todos no mesmo barco. Pelo menos, os que não leem não precisam mais se preocupar com spoilers. Agora, tudo o que vier vai ser surpresa para todos os fãs. Só nos resta esperar até abril do ano que vem para ver o que D&D nos reservam.

Obrigado a quem leu até aqui. Quem quiser comentar mais, acrescentar opiniões ou discordar das minhas, fique a vontade! ;)

Texto de Walber Florencio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário