postagens recentes TOPO

15 de jan de 2015

Clube da Luta

Clube da Luta"A primeira regra do Clube da Luta é não falar sobre o Clube da Luta. A segunda regra do Clube da Luta é não falar sobre o Clube da Luta." pensando nessa constante citação do livro eu fico imaginando o que escrever nesse post.

Para quem não sabe eu tenho um amigo (lê-se Bruno Albuquerque, crítico de cinema há sei la quantos anos) que é fascinado pelo Clube da Luta (não sei se ele já leu o livro, mas é bem provavel que já tenha feito). Acredito que o Bruno vai pirar quando souber que eu li Clube da Luta. Essa semana o Walber estava lendo e acabamos conversando sobre o fato de eu também querer ler, conversamos por alto porque o Mestre dos Spoilers não queria me dar Spoiler. Eu iria procurar outro exemplar para ler já que o que ele estava lendo não era dele, e não saberia se o dono do livro ia gostar dele me emprestar. Quando de noite ele me manda uma mensagem dizendo que terminou a leitura e que no dia seguinte iria me levar o livro para me emprestar mesmo assim.

Eu li Clube da Luta e novamente eu digo "a primeira regra do Clube da Luta é não falar sobre o Clube da Luta." então o que escrever sobre esse livro é o que eu continuo me perguntando. Foram muitos sentimentos envolvidos. No primeiro capítulo eu comecei a imaginar que o exemplar foi impresso errado "COMO ASSIM TEM DOIS CARAS NO ALTO DE UM PRÉDIO E UM VAI MATAR O OUTRO LOGO NO COMEÇO DO LIVRO?" essas de fato foram as minhas palavras.

Depois eu comecei a achar um tédio falando sem parar sobre rolos de filmes e troca de rolos de filmes. E não entendia porque o Narrador acordava em vários lugarias e fazias coisas e acordava em outros lugares. Ele conhece Tyler e Marla, dois personagens que junto ao Narrador compõe um triângulo amoroso. O Narrador ama Tyler. Tyler ama Marla. Marla ama o Narrador.

Conhecemos Tyler em uma praia e conhecemos Marla em um dos grupos de apoio anônimos que o Narrador frequenta (devido a sua insônia o médico não quis receitar remédios e indicou para ele frenquentar um grupo de apoio e ver como outras pessoas tem problemas piores que ele, o que acabou tornando nosso narrador um viciado em frequentar grupos de apoio).

Em um dia qualquer Tyler e o Narrador Anônimo criam o Clube da Luta e a história se desenvolve de forma inesperada e pisicótica. Ao final eu me vi gostando bastante do livro, mesmo achando Marla chata e grudenta as vezes (até que ela não é tão pirada e chata assim) e Tyler um maluco completo. Uma reviravolta incrível te faz perder o rumo do livro e de por em trilhos completamente diferentes. Sim (de novo e mais uma vez, eu não me canso disso) eu li Clube da Luta e "a primeira regra do Clube da Luta é não falar sobre o Clube da Luta." mesmo assim eu digo que adorei o Clube da Luta.

2 comentários:

  1. Sobre o Clube da Luta <3 Muito louco e psicótico, mas um ótimo livro *-*

    ResponderExcluir
  2. "O Mestre dos Spoilers não queria me dar spoiler" kkkkkkkkkkkk Eu ri!

    ResponderExcluir