quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Maze Runner Cura Mortal



Acabo de ler Maze Runner Cura Mortal, livro que encerra a trilogia Maze Runner de James Dashner. Antes de ler o livro, eu li algumas críticas/resenhas sobre o livro, e elas estavam muito divididas entre: "o livro é péssimo" e "o livro é incrível". Sinceramente eu estou em choque com os últimos acontecimentos, e não sei o que dizer sobre esse final. O livro sem dúvida é ótimo, mas também tem aspectos ruins.

Os dois primeiros capítulos do livro me deixaram ansiosa, esperando que acontecesse qualquer coisa de alucinante, mas de fato o começo da leitura é muito chata, o livro só começar a ter vida depois de mais ou menos 26 capítulos.

O que me decepcionou bastante foi não conhecer a chanceler, ela tem duas linhas de cena no livro (COMO ASSIM?)O Homem-Rato é muito mais irritante e sem-noção que no livro anterior. A Brenda e o Jorge são personagens amigos para toda a hora. Nós revemos dois clareanos não muito desejados, um deles é conhecemos há muito tempo. Finalmente a Teresa deixou de ser tão inútil, mas ela é tão sem vida, sem cor e sem importância que o final dela não me trouxe nenhum sentimento (Ok, adeus!).

Assim como no primeiro, eu também dei três estrelas nesse terceiro. Ainda não tenho uma opinião sobre os mil sentimentos que senti durante a leitura, tudo que posso dizer é que é surpreendente e sem dúvida o melhor e pior livro da trilogia.

Uma pequena observação: mais uma vez fiquei muito triste, porque meu outro personagem favorito morreu. Achei a morte dele muito intensa. Na cena que ele morre, ele faz de tudo para o outro personagem puxar o gatilho. E mesmo não querendo que ele morresse, ele morreu como um heroi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário