domingo, 28 de abril de 2013

Filhos do Éden: Herdeiros de Atlântida

Essa semana eu praticamente devorei o livro Herdeiros de Atlântida, que é o primeiros livro da série Filhos do Éden de Eduardo Spohr.
O livro nós leva ao mesmo universo de A Batalha do Apocalipse - da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo, do mesmo autor, porém com outros personagens. Nós conta o que aconteceu antes de Ablon se unir aos exércitos de Gabriel.
Assim como a Batalha do Apocalipse, Herdeiros de Atlântica nos faz querer estar lado a lado de Keira e Denyel durante a incrível jornada a Atlântida, a lendária ilha que um dia afundou no oceano.

CURIOSIDADES

Ἀτλαντίς em grego ou no bom português Atlântida, é uma lendária ilha ou continente cuja primeira menção conhecida remonta a Platão em suas obras "Timeu ou a Natureza" e "Crítias ou a Atlântida".
Nos contos de Platão, Atlântida era uma potência naval localizada "na frente das Colunas de Hércules", que conquistou muitas partes da Europa Ocidental e África 9.000 anos antes da era de Solon, ou seja, aproximadamente 9600 a.C.. Após uma tentativa fracassada de invadir Atenas, Atlântida afundou no oceano "em um único dia e noite de infortúnio".

A possível existência de Atlântida foi discutida ativamente por toda a antiguidade clássica, mas é normalmente rejeitada e ocasionalmente parodiada por autores atuais. Alan Cameron afirma que "só nos tempos modernos é que as pessoas começaram a levar a sério a história da Atlântida; ninguém o fez na Antiguidade".2 Embora pouco conhecida durante a Idade Média, a história da Atlântida foi redescoberta pelos Humanistas na Idade Moderna. A descrição de Platão inspirou trabalhos utópicos de vários escritores da Renascença, como Francis Bacon em "Nova Atlântida". Atlântida ainda inspira a literatura - da ficção científica a gibis - e o cinema. Seu nome tornou-se uma referência para toda e qualquer suposição sobre avançadas civilizações pré-históricas perdidas.

Sinopse

Herdeiros de Atlântida
Há uma guerra no céu. O confronto civil entre o arcanjo Miguel e as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel, devasta as sete camadas do paraíso. Com as legiões divididas, as fortalezas sitiadas, os generais estabeleceram um armistício na terra, uma trégua frágil e delicada, que pode desmoronar a qualquer instante. Enquanto os querubins se enfrentam num embate de sangue e espadas, dois anjos são enviados ao mundo físico com a tarefa de resgatar Kaira, uma capitã dos exércitos rebeldes, desaparecida enquanto investigava uma suposta violação do tratado. A missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra. Ao lado de Denyel, um ex-espião em busca de anistia, os celestiais partirão em uma jornada através de cidades, selvas e mares, enfrentarão demônios e deuses, numa trilha que os levará às ruínas da maior nação terrena anterior ao dilúvio – o reino perdido de Atlântida.


ESTOU ANSIOSA PARA LER A CONTINUAÇÃO,FILHOS DO ÉDEN 2: ANJOS DA MORTE.


Nenhum comentário:

Postar um comentário